Sérgio Garcia é vítima de fraude na Câmara

Unknown | 17:18:00 | 0 comentários

 ex-vereadora Givanete é a principal acusada.Ela é suspeita de fraudar documentação e receber dinheiro indevidamente

Depois de vários episódios envolvendo a ex-vereadora Givanete Santana, que é acusada de na gestão passada perseguir a diretora Marisol e seu esposo Sérgio Garcia, volta a assombrar novamente.

Quando todos pensavam que tudo já estava resolvido, Sérgio descobre que foi nomeado na Câmara de vereadores pela ex-vereadora em 2009 à 2011 sem saber. 

O caso só foi descoberto porque Sérgio precisou fazer uma consulta no INSS para tirar um documento chamado "Tela de Vinculo" que mostra a existência de vínculos empregatícios, locais onde o cidadão já trabalhou e contribuiu com o INSS.

Com isso veio o susto, na documentação consta que Sérgio foi funcionário parlamentar lotado no gabinete da ex-vereadora Givanete Santana (PP) no ano de 2009 à 2011,

O CONTRATO FRAUDULENTO

Em seu depoimento ao Ministério Público de Águas Lindas, Sérgio Garcia contou que trabalhou como assessor do ex-vereador Rubens Neto (cunhado da Givanete)  em 2008 e foi exonerado no mês de outubro do mesmo ano. Nesse período ele recebia o salário normalmente.

Segundo Sérgio, em novembro de 2009 a vereadora Givanete Santana lhe convidou para trabalhar com ela, o que foi aceito por Sérgio. No inicio ela (Givanete) disse que não precisava da documentação do Sérgio para novo contrato, porém ele não estava recebendo seu salário e quando questionada, Givanete alegava que iria resolver e pediu novas cópias da documentação de Sérgio.

Segundo Sérgio, após alguns dias a ex-vereadora devolveu as cópias para ele dizendo que não havia conseguido a tal vaga, então a partir daí ocorreram aqueles fatos na escola Kennedy, quando   Givanete perseguiu os funcionários da escola da qual Marisol, esposa de Sérgio, era diretora.(matéria publicada no Multinotícias edição nº 08 de fevereiro 2012).

 Sérgio afirma que nunca recebeu dinheiro (pagamento) da Câmara durante esse período e nem da ex-vereadora Givanete Santana (cargo que exerceu de 2009 à 2012), tudo indica que ela recebia da Câmara e embolsava o dinheiro.

fonte da notícia: jornalmultinoticias









Categoria:

Espalhe por aí

0 comentários