Suspeito de mutilar 15 mulheres está no Mais Médicos

Unknown | 09:28:00 | 1 comentários


O Ministério da Saúde selecionou para o programa Mais Médicos um profissional suspeito de ter mutilado e causado lesões corporais em pelo menos 15 mulheres em Manaus. Ex-deputado federal, Carlos José Cury Mansilla, 56 anos, começa a trabalhar hoje em um posto de saúde no município de Águas Lindas de Goiás (GO).

Até o momento, foram concluídos 15 inquéritos policiais no Amazonas. Segundo o delegado Mariolino Brito, as vítimas sofreram sequelas físicas e mentais, após passarem por procedimentos cirúrgicos com Carlos Cury. O próprio médico assume não ter especialidade médica em cirurgia.

Entretanto, conta que trabalhou por 28 anos como cirurgião-geral do Hospital Regional de Guajará-Mirim, em Rondônia, e já realizou cerca de 20 mil operações. “No interior do Norte, minha filha, nós somos especializados em tudologia”, afirmou ontem ao Correio.

As pacientes procuraram o médico para realizar cirurgias estéticas.

Celiane Eduardo Santos foi uma das mulheres que entraram na Justiça pedindo indenização de R$ 108.690 por danos causados em uma cirurgia de redução das mamas. “Eu tive de realizar três procedimentos. No primeiro, eu não fiquei com o tamanho do seio que tínhamos acertado. Tentamos mais uma vez e não deu certo.

Na última, ele já me atendeu muito mal e senti muita dor na anestesia, que ele mesmo aplicou”, conta.


Fonte: Correio Braziliense







Categoria:

Espalhe por aí

1 comentários

  1. Anônimo says:

    A Secretaria Municipal de Saúde informa que os médicos vindos para Águas Lindas de Goiás através do Programa Mais Médico, do Governo Federal foram avaliados pelo Ministério da Saúde, portanto o município não participou dessa escolha.

    Ao saber por meio da imprensa, que o médico dr. Carlos Jorge Cury Mansilla é alvo de várias denúncias, a Secretaria de Saúde por meio de seu secretário dr. Willem Madison informou ao Ministério da Saúde sobre tais denúncias afim de que as providências cabíveis sejam tomadas. E que no nomento o profissional não está atuando na cidade.

    Pensando no bem estar, na segurança e no bom atendimento dos pacientes de Águas Lindas, a Secretaria de Saúde informa que todos os procedimentos foram feitos, faltando apenas o retorno do Ministério da Saúde sobre a sua decisão.