Explosivo era vendido a preço de banana no Entorno

Unknown | 14:33:00 | 0 comentários



Ontem dia (22/10) a equipe do GPT COMANDO através de informações obtidas que em uma residência próximo à cidade de Cocalzinho estaria sendo guardada uma certa quantidade de explosivo que seria repassado a elementos que estariam realizando estas explosões em caixa eletrônico no Goiás foram averiguar a denuncia.


De pose das informações a equipe conseguiu prender 11 dinamites, 1 revolver calibre 22 com mais 30 munições do mesmo, 1 espingarda calibre 28 municiado, 7 munições de fuzil 762 e os dois suspeitos sendo eles um maior e o outro menor.

Segundo o cabo Aguiar do grupamento COE, este explosivo é um tipo de dinamite comercial produzido pela empresa Britanit e que a mesma tem o poder de destruição muito grande por causa da sua onda de choque. É comum os meliantes usarem esse tipo de material em explosões no estado de Goiás.

Ainda segundos os menores as bananas de dinamites eram vendidas por R$ 10 reais cada uma.
A equipe dessa operação foi o GPT comandada pelo tenente Lins, soldados Rinaldo, Wagner, Atlevir juntamente com a equipe da COE com o sargento de Paula, cabo Aguiar, Vital e soldado Chone.





Categoria:

Espalhe por aí

0 comentários