Buraco na BR 070 pode ter sido decisivo para que ocorresse mais um acidente com vítima fatal

Unknown | 17:54:00 | 0 comentários




Na manhã deste domingo 12/01 por volta das 09:00h dois veículos colidiram próximo ao Distrito de Edilândia em uma curva perigosa. De acordo com as equipes de resgate e relatos de testemunhas, o fator contribuinte para que ocorresse mais essa fatalidade, foi um enorme buraco que se formou na BR 070 consumindo boa parte da faixa sentido à Edilândia. O veículo da frente com três ocupantes ao diminuir a velocidade por conta do buraco foi atingido pelo Honda Fit, com o impacto ambos foram arremessados para fora da BR 070, um para cada lado. A passageira do Honda foi arremessada para fora e veio a óbito, o motorista foi encaminhado consciente para o Hospital Bom Jesus. Os integrantes do outro veículo felizmente saíram ilesos do impacto. Várias unidades de socorro participaram desta ocorrência, Corpo de Bombeiros, SAMU, o Resgate de Cocalzinho de Goiás, além da Polícia Militar e da PRF.

A equipe do Corpo de Bombeiros alerta os motoristas e passageiros da importância do uso do cinto de segurança, “se a passageira do Honda Fit estivesse usando o cinto de segurança talvez teria mais chances, pois ela foi arremessada, temos que usar o cinto em todas as ocasiões”.




Fotos e Fonte: TV Girassol

Vanusa de Santana Ataídes tinha 26 anos e não resistiu ao acidente. O motorista do Fit em que ela estava, Paulo Sergio Alves de Assis, 33 anos, fez o teste de alccolemia, que indicou embriaguez (0,68 mg/l).

Paulo foi encaminhado ao Centro Operações Integradas de Segurança Pública (Ciops) de Águas Lindas de Goiás. O acidente envolveu três veículos, enfileirados. O primeiro freou para desviar de um buraco, assim como o Voyage – o Fit não conseguiu frear a tempo e bateu na traseira. Ambos saíram da pista. O veículo dirgido por Sergio caiu em um barranco. A PRF não soube informar se os ocupantes do veículo estavam usando cinto de segurança.

Com informações: Correio Brasiliense





Categoria:

Espalhe por aí

0 comentários