Após 242 mortes em quatro meses, DF e Entorno debatem violência

Unknown | 10:26:00 | 0 comentários


Autoridades de Brasília, Goiás e Minas Gerais se reuniram nesta terça-feira (13) para discutir sobre a violência no Entorno do Distrito Federal.

Dados da Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO) apontam que até abril deste ano foram registrados 242 homicídios e quase 3 mil roubos na região. Os números são superiores aos do mesmo período de 2013, quando foram contabilizados 237 assassinatos e 2,3 mil assaltos.



O G1 publicou na tarde desta terça-feira (13) que haviam sido cometidos 870 homicídios e quase 14 mil roubos na região do Entorno do DF nos quatro primeiros meses deste ano. No entanto, os dados referem-se ao estado de Goiás. As informações foram corrigidas na noite desta terça-feira (13).

A região do Entorno é composta por 22 municípios (sendo três mineiros e 19 goianos) – todos muito mais próximos da capital do país do que das dos seus estados – que juntos somam 1,3 milhão de moradores. A maior cidade é Águas Lindas (GO), com 197 mil habitantes. Há três anos, a Força Nacional atua no Entorno e, na semana passada, o Ministério da Justiça renovou por mais seis meses a permanência dos homens para reforçar a segurança na região.

Para o governador de Goiás, Marconi Perillo, deveria ser criado um fundo nacional que aumentasse os recursos para investimentos em segurança e contratados mais policiais para atuar na região.

“Nós estamos colocando mais de 500 policiais novos aqui no Entorno. As viaturas são novas, estão comprando armamentos, estamos colocando o reforço possível e o impossível”, disse.

Já o governador do DF, Agnelo Queiroz, disse que a região do Entorno tem que ser atendida por ações integradas dos estados, com apoio da União.

“Precisa de um contingente maior, de uma estruturação maior e associando a polícia de segurança a outras políticas. É muito importante dizer isso, que só vamos resolver isso e diminuir [a violência] quando houver uma política de transferência de renda, geração de emprego, melhoria do acesso à educação.”

O encontro foi promovido pelo Tribunal de Contas da União, que está promovendo um seminário sobre ações integradas de segurança pública. O debate continua na tarde desta terça no auditório do órgão. O evento foi batizado de “Diálogo Público – em busca de soluções para a governança das políticas públicas de segurança”.

Fonte: G1/Distrito Federal
Fotos: Arquivos/TV CMN


Categoria:

Espalhe por aí

0 comentários