GPS leva polícia ao mocó dos malas

Unknown | 16:39:00 | 0 comentários


Bandidos que aterrorizavam motoristas da Souza Cruz, que entregavam cigarros em Águas Lindas foram rastreados e presos por policiais militares.

Conforme informações repassadas aos policiais militares, a quadrilha já vinha agindo na cidade à mais de um mês, assaltando veículos de logística que faziam entregas na cidade. A quadrilha muito atuante, já tendo praticado inúmeros roubos em curto espaço de tempo, sendo quatro deles a carros da Souza Cruz, levando o serviço de segurança da empresa a camuflar na carga um rastreador que indicou o local exato onde a mercadoria estava escondida.



Por vários dias, os policiais do serviço reservado da PMGO de Águas Lindas, fizeram campana no local, e por várias vezes filmaram uma Kombi branca passava perto do mocó. Ao ver as filmagens, o cabo Godoy, cabo Ivan e soldado Queiroz constataram ser a mesma Kombi utilizada nos assaltos. Os policiais abordaram o veículo e prenderam o motorista Luiz Cláudio Barbosa de 42 anos e o passageiro que foi identificado como sendo Francimar Barbosa Dias que tem passagem por tráfico de drogas. A dupla ainda tentou enganar os policiais, mas com tantas contradições, acabou por levá-los ao mocó onde estava a mercadoria, mas admitiram serem apenas receptadores.

No mocó, os policiais encontraram parte da mercadoria roubada, e também, um fiat pálio vermelho e uma moto Honda também vermelha ambos produto de roubo. Em busca mais minuciosa, encontraram dentro de um buraco diversos pares novos de placas, que levantou suspeita que seriam usados para clonar veículos, caracterizando que a quadrilha deve estar envolvida com clonagem. Também, foram encontrados no local, várias revistas e notas fiscais de empresas de cosméticos, levando à suspeita que sejam descarte de cargas roubadas pela quadrilha.



Um fato que chamou a atenção da equipe de TV CMN, foram inscrições feitas nas paredes internas do mocó dos bandidos, constando códigos penais referentes a crimes e outros códigos indecifráveis.

No momento que os policiais faziam busca no local, outros membros da quadrilha chegaram em um carro, mas percebendo a presença da polícia evadiram-se em alta velocidade conseguindo escapar .



Mesmo com todos os indícios e contradições, os malas insistiam que não eram envolvidos com os roubos.

A CASA CAIU

Os suspeitos foram lavados para delegacia, onde foram reconhecidos pelas vítimas, que ainda apontaram o Francimar como sendo o mais violento de todos.


COMENTÁRIO DO REPÓRTER

Uma investigação feita com inteligência, sempre dá bons resultados. Temos que elogiar o trabalho do Serviço Reservado da PMGO, que está ajudando a colocar na cadeia bandidos “metidos a inteligentes”.

Carlos Leal, sem papas na língua.


Categoria:

Espalhe por aí

0 comentários