Situação das obras de presídios no Entorno do DF é discutida em reunião no MPF

Unknown | 10:28:00 | 0 comentários


O Ministério Público de Goiás participou ontem (14/5) de reunião no Ministério Público Federal (MPF) para discutir e apontar soluções para os entraves nas obras de quatro unidades prisionais na região do Entorno do Distrito Federal. Participaram ainda do encontro representantes da Secretaria de Estado da Administração Penitenciária e Justiça (Sapejus), da Caixa Econômica Federal e da Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop). Pelo MPGO, estiveram presentes os promotores de Justiça Bernardo Boclin Borges e Vinícius Marçal Vieira. A reunião foi presidida pelo procurador da República Ailton Benedito de Sousa.

Durante a reunião, foram repassadas informações sobre o andamento das obras nos presídios que estão sendo construídos em Anápolis, Águas Lindas de Goiás, Formosa e Novo Gama. De acordo com Edemundo Dias, secretário da Sapejus, o presídio de Anápolis está com 60% da obra concluída e deverá ser entregue até julho. Em Águas Lindas, foi realizada apenas a terraplanagem, mas a ordem de retomada da obra já foi emitida. A unidade prisional de Formosa ainda não foi iniciada por causa de pendências quanto à sua localização e as obras devem começar nos próximos 40 dias. Em Novo Gama, as obras estão com atraso devido a problemas na medição e somente 20% do presídio está concluído, mas o prazo de entrega continua sendo de 18 meses.

Ao fim da reunião, ficou decidido que a Sapejus deve procurar formalmente o MPF para que este possa, dentro do prazo de 30 dias, se posicionar quanto à pendência na unidade de Formosa. Também foi decidido que ficará a cargo da Agetop acompanhar de forma estrita os boletins de medição das obras em Novo Gama para recuperar o atraso. Outra reunião deve acontecer em agosto para acompanhar o andamento das obras.

(Texto: Camila Teles/Estagiária da Assessoria de Comunicação Social do MP-GO – Supervisora de Estágio: Ana Cristina Arruda, com informações da Assessoria de Comunicação do MPF-GO; Foto: Projeto do Entorno)


Categoria: , ,

Espalhe por aí

0 comentários