Roubaram carro no Jardim Brasília e foram presos rapidinho

Unknown | 11:22:00 | 4 comentários



Ladrões de Ceilândia armados de revólver calibre 38 roubaram na entrada do Jardim Brasília um Fiat Uno/2013 branco, mas foram presos por policiais militares antes de sair de Águas Lindas.



A vítima estava em uma festa evangélica quando um “DI MENÓ” (14 aninhos) armado com um três oitão que sob ameaça tomou de assalto o carro. O “DI MENÓ” e seus comparsas entraram no carro e tomaram rumo a BR-070. A vítima ligou para o COPOM e o alerta foi passado para todas as viaturas. A equipe formada pelo cabo Ivan e soldado Gustavo, que estava em patrulhamento próximo a BR-070 avistou o carro que seguia no sentido Ceilândia, passando a acompanhá-lo, fazendo a abordagem antes da ponte, prendendo um maior e um “DI MENO”.



Conforme os policiais, no momento da abordagem o “DI MENÓ” já desceu do carro com a arma na mão e assumindo toda responsabilidade do roubo, numa tentativa conveniente para “livrar” o maior, mas não adiantou.

O maior por vez, disse estar apenas acompanhando o “DI MENÓ” , que o convidou para vir à Águas Lindas, mas disse ter passagens pela Lei Maria da Penha e porte ilegal de arma. “Santinho, não é mesmo?” Ele foi identificado como sendo André Luiz Alves da Fonseca de 23 anos.






Já o “DI MENÓ”, mesmo sendo de alta periculosidade, não pode ser identificado nem ter sua imagem exposta, pois tem proteção da Lei. Ele estava tão tranquilo que sorria debochadamente sem se preocupar, mas já tem outras passagens por assalto a mão armada (Art. 157 CPB).

As equipes do Sgt. Felix, GPT e cabo Gody deram apoio à operação que culminou com a prisão dos elementos e a recuperação do veículo.

COMENTÁRIO DO REPÓRTER:

Belo trabalho desses policiais que recuperaram o veículo roubado antes mesmo que sofresse qualquer avaria que é comum acontecer com veículos quando roubados.

Agora gente, que absurdo ver o sadismo do “DI MENÓ”, que não está nem aí pras Leis do nosso país, que dão aos menores todo amparo protecionista para que cometam todo tipo de crimes. Mas se ele estivesse trabalhando para ganhar dinheiro honestamente, quem o tivesse colocado para trabalhar poderia até ser preso.

Carlos Leal, sem papas na língua.


Categoria:

Espalhe por aí

4 comentários

  1. Narau says:

    Roubam, matam e ainda sorri da lei por não ter maioridade penal. Que país é este? Somente quando um juiz penal for morto por um menor eles irão fazer emenda na lei? Absurdo!

  2. Anônimo says:

    eu quero é que um vagabundo desses atravesse meu caminho, ele pode ser de maior, di menor, ele vai conhecer o capeta rapidinho!

  3. Anônimo says:

    tinham que castrar todo bandido reincidente no crime, para que eles não possam colocar no mundo, essas fezes, que só servem para dar trabalho para a policia e a sociedade!
    porque na realidade esse tipo de estrume tinha que ser banido do meio do convivio social!

  4. Anônimo says:

    eu vi quando esse de maior estava chorando pra vitima livrar ele do roubo chorava igual a um bebê..kkkkkk já o di menor é todo folgado só uma bala na cabeça dele pra resolver mesmo viu..