Esquecida pelo governo a população clama por socorro

Unknown | 10:14:00 | 1 comentários

São muitas as reclamações, desde a falta d’água à infraestrutura



A população está em uma situação extrema. A falta d’água em diversos setores de Águas Lindas continua e vem deixando muitos em estado alarmante, sem solução e sem saída.

Várias famílias estão sendo prejudicadas com a falta d’agua. Sr. Nivaldo, por exemplo, está passando por uma situação delicada, já são mais de duas semanas completamente sem água. Devido à cirurgia de alto risco que fez recentemente, o cuidado com as cicatrizes e com os pontos devem ser dobrados. Sem ter água sequer para beber, sr. Nivaldo faz a higienização com lenços umedecidos. Ao retornar ao médico, a cirurgia apresentou uma secreção.

Dona Dalva de 67 anos, mãe de seu Nivaldo, muito emocionada e desesperada com a situação do filho, nos mostrou como está sua casa, com louças, roupas para lavar e também muita poeira. Ela diz que há momentos que não sabe o fazer a não ser chorar.

Moradores do setor Aguas Bonitas 1 resolveram organizar uma manifestação para chamar a atenção dos governantes e da empresa responsável pela água na cidade, a Saneago, que vem apresentando uma má administração quanto ao abastecimento de água em todo o município.



Buracos e crateras nos setores Recanto e Recreio da barragem

A população moradora desta região já não aguenta mais a quantidade de buracos e crateras profundas. O desespero é tanto que em algumas situações as pessoas não conseguem nem sair de casa. A dona de casa Divina Pereira da Silva, moradora do setor, é cadeirante e não sai de casa há mais de um ano.

O marido de dona Divina, Benilso Soares da Silva, diz que quando precisa de atendimento médico ou em situações de emergência só tem os vizinhos para recorrer e que seu setor é considerado como abandonado, “os problemas aumentam e a atenção na região é simplesmente esquecida” diz seu Benilso.



A comunicação da Prefeitura Municipal nos enviou uma nota sobre a falta d’agua no setor Águas Bonitas. Segundo a nota, a Saneago informou que a CELG estava fazendo manutenção na rede, fazendo a troca de cabos e por isso o fornecimento de energia foi cortado por cinco dias, prejudicando assim o abastecimento de água no setor, já que os reservatórios não estavam enchendo. Ainda segundo a nota, o serviço no setor já foi reestabelecido e já está normalizado.

Sobre a infraestrutura dos setores o prefeito Hildo do Candango em um evento no município disse que as obras já começaram no Camping Club e que o investimento é de em média 25 milhões de reais, que contemplarão inclusive os setores recanto e recreio da barragem.

Texto: Thayline Ázara
Fotos: Lucas Carvalho / TV CMN

Categoria: , ,

Espalhe por aí

1 comentários

  1. Esbaltar says:

    Entra governo sai governo e o Recreio da Barragem continua abandonado espero que o próximo prefeito olhe com mas carinho pra nós aqui.