Servidores público são enganados por Clenilda que pode ser processada

Unknown | 15:08:00 | 0 comentários


Com a chegada das eleições, muitos pré-candidatos usam de oportunismo para colocar o nome em destaque, chegando até cometer crimes eleitorais. Este foi o caso da pré-candidata a prefeita, Clenilda Melquíades, que mobilizou dos 1.676 servidores públicos, pouco mais de 80 servidores juntamente com populares.
A presidente do Sindicato convocou em redes sociais o servidor público e a população para greve geral. Na frente da prefeitura, ela chamava o prefeito e desafiava ele vir atender os servidores sob ameaças de fechar a ponte na entrada da cidade. Mas documentos deixam claro, que tudo não passava de uma encenação política, pois Clenilda Melquíades sabia que o prefeito não se encontrava na cidade na data do dia (18/04), e que nada do que estava sendo falado ali junto com os servidores em frente a prefeitura era verdadeiro, pois a “falada” negociação já estava agendada desde o dia 14 de abril para o dia 26 de abril de 2016 no Fórum local com a presença do Ministério Público.
O prefeito não foi comunicado sobre os motivos da greve, pois o Sindicato citou apenas pautas de 2014 e 2015 não detalhando do que se tratava.
Para críticos da política, Clenilda aproveitou da inocência dos servidores e prejudicou os alunos pela falta de aula, além de se promover politicamente, pois esteve no movimento de greve em seu veículo particular que estava adesivado com propaganda do partido pelo qual deve sair e já anunciou ser pré-candidata a prefeita de Santo Antônio do Descoberto.
Segundo eles também, com estes acontecimentos, a credibilidade de Clenilda junto aos servidores será abalada e ainda deve correr o risco de enfrentar sérios problemas na justiça eleitoral.
Fonte da notícia: Jornal Quatorze de Maio | Santo Antônio do Descoberto

Categoria: ,

Espalhe por aí

0 comentários