Sintego cobra que Seduce atenda ao MP-GO e afaste subsecretária de Águas Lindas de Goiás

Unknown | 11:42:00 | 0 comentários


O Sintego cobra que a Seduce atenda ao Ministério Público do Estado de Goiás, que recomenda a destituição da Subsecretária de Educação de Águas Lindas, Solange Silvino das Viges.

Em setembro de 2015, o Sintego, atendendo a reclamações de professores e trabalhadores administrativos da regional de Águas Lindas, encaminhou ao Ministério Público de Goiás as denuncias envolvendo a subsecretária de Águas Lindas. O MP-GO delegou à 3ª Promotoria de Águas Lindas, coordenada pela promotora Tânia D´Able Rocha de Torres Bandeira, o pedido de investigação denúncias contra Solange Silvio.

A subsecretária foi acusada por várias testemunhas de se utilizar de assédio moral contra professores e diretores, inclusive destituindo diretores eleitos com ameaças de processo disciplinar, colocando no seu lugar diretores por ela escolhidos. A subsecretária também é acusada de nepotismo, usar o cargo para beneficiar terceiros, apropriação indébita de recursos do programa Pacto pelo Fortalecimento do Ensino Médio, do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), entre outros.

A Ouvidoria da Seduce encaminhou à Gerência Permanente de Processo Administrativo o processo no qual a subsecretária é denunciada pelo MP-GO, enfatizando que “o referido promotor solicita a destituição da denunciada do cargo”.

O desrespeito aos professores, aos administrativos,  aos diretores e ao dinheiro público não pode ficar impune. O Sintego exige que os desmandos sejam sanados com o afastamento da subsecretária, atendendo às denúncias que levaram à recomendação do MP-GO.
Fonte da notícia: SINTEGO – Sindicato dos Trabalhadores em 

Educação de Goiás

Categoria: , , , ,

Espalhe por aí

0 comentários