Águas Lindas está virando um grande lixão

Unknown | 16:09:00 | 0 comentários

Já com as primeiras chuvas, a cidade pode se tornar um enorme criadouro para o mosquito da dengue

Carlos Leal



Lixinho, lixo e lixões a céu aberto, pelos quatro cantos de Águas Lindas, pode colocar em risco a saúde da população e desencadear uma epidemia de dengue. Isso não é nenhum exagero!

É fácil a prefeitura ficar colocando a culpa somente nos moradores e omitir que a maioria dos lixões são causados por alguns empresários e microempresários que descartam o lixo produzido por suas empresas em qualquer lugar, seja uma esquina, lote baldio, margens da BR 070, campos de futebol, beira de cerca, enfim, todo lugar fácil lhes é apropriado jogar lixo e restos de construção. Todos os lixões que fotografamos, continham recipientes próprios para acumular água. Encontramos até cavalo solto na rua.
Não bastasse isso, a Prefeitura de Águas Lindas, mantem um grande depósito de pneus também a céu aberto em local onde já deveria ter sido construído um “galpão”, uma “cobertura” ou pelo menos mantê-los “cobertos com lona” para evitar que sirvam de criadouros para o mosquito Aedes Aegypti.


Todos sabem que a dengue pode matar, e que cada um precisa fazer a sua parte, mas parece que isso não vem sendo feito em Águas Lindas, principalmente pela prefeitura.
“Conhecendo o precário atendimento médico municipal que é disponibilizado para população de Águas Lindas, uma epidemia de dengue seria o caos total, e quem mais sofreria seria a população de baixa renda que não tem plano de saúde ou carro para se deslocar aos hospitais do DF em busca de tratamento.
É total a falta de responsabilidade de quem deveria cuidar para que a cidade não ficasse correndo o risco de ocupar os noticiários nacionais como criadouro do mosquito da dengue.
Temos monitorado com frequência a situação dos pneus jogados na fábrica de asfalto situada no Setor Cidade do Entorno, e desde a primeira chuva, nada foi mudado, a não ser a quantidade de pneus levados por um caminhão da prefeitura. “Cabe dizer que o ajudante estava pendurado na porta do caminhão, não só infringindo a Lei de trânsito, mas principalmente correndo sério risco de cair.”




Conforme um morador das proximidades, os pneus não podem ser queimados na fabricação do asfalto porque a fumaça tóxica polui o ar e pode causar doenças nos moradores, e que à uns meses atrás depois que a TV CMN mostrou a caótica situação do local, logo em seguida maioria dos pneus foram queimados no mesmo local e os que restaram foram jogados no lixão. (Confira a matéria feita)
Uma moradora que passava pelo local, nos disse que está “morrendo de medo” de pegar dengue, mas que não adianta reclamar na prefeitura.
Um outro morador falou que de vez em quando uma carreta leva os pneus para Goiânia, mas já faz bastante tempo que a carreta não aparece por lá.



Nessa quarta-feira (17/08), fomos novamente ao local, e constatamos que o perigo é eminente, porque os pneus continuam cheios d’água prontos para receber os ovos de milhares de fêmeas do mosquito Aedes Aegypti (mosquito da dengue) que também transmite a ZIKA e CHICUNGUNHA.
COMENTÁRIO DO REPÓRTER:
Enquanto a cidade está cheia de lixo e entregue aos mosquitos da dengue, vários funcionários da prefeitura passam o dia inteiro nos grupos do WhatsApp discutindo política e pedindo votos. “Isso, no horário de trabalho.”
Carlos Leal, sem papas na língua.
Fotos: Genildo Macedo | TV CMN

Categoria: , ,

Espalhe por aí

0 comentários