Candidatos processam sites

genildotvcmn@gmail.com | 17:39:00 | 0 comentários

Já são 18 os casos de candidatos ou coligações partidárias que entraram na Justiça para retirada de conteúdo da internet em Goiás. Em 2012, quando a campanha se estendeu por 90 dias, foram impetradas 42 ações desse tipo, segundo levantamento da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (Abraji)
Desde 2002, ano em que a entidade começou a fazer a pesquisa, foram registradas em Goiás 83 ações para retirada de conteúdo eleitoral do ar. O Estado é o terceiro com mais pedidos de retirada de conteúdo da internet.
O prefeito de Catalão, Jardel Sebba (PSDB), lidera o número de processos até agora, com três ações, empatado com o de Águas Lindas, Osmarildo Alves de Sousa, o Hildo do Candango.
O PSDB é o partido com mais ações, sete. Em seguida aparecem o PR, PP e PSB, com duas cada. DEM, PSD e PMDB têm uma cada.
Em Anápolis, a coligação do candidato tucano a prefeito, Carlos Antônio, entrou com a ação. No município, também há um processo impetrado pelo Ministério Público Federal (MPF).
Quase dois terços (61%) das ações para retirar informações do ar em Goiás têm como alvo o Facebook. As três ações impetradas pelo candidato a prefeito de Águas Lindas, Osmarildo Alves (PSDB), são contra publicações na rede social.
Segundo uma das ações, foi realizada propaganda eleitoral negativa contra o 


representante, veiculada em um perfil hospedado no Facebook. O candidato alega que a página foi criada com o objetivo de denegrir sua campanha eleitoral, com fotomontagens e comentários ofensivos. As outras representações têm conteúdo semelhantes.
Jardel Sebba, que tenta a reeleição em Catalão, também tem uma ação contra o Facebook e Twitter, nas quais acusa o candidato do PMDB, Adib Elias, de “veiculação de publicação antecipada e de cunho difamatório”. As páginas foram removidas.
O prefeito entrou com a mesma ação contra a Rádio Nova Liberdade, considerada pela Justiça um blog, e impetrou uma terceira representação contra o mesmo blog pedindo direito de resposta.
O candidato Adib Elias também tem uma ação contra o Facebook e Twitter por divulgação de “notícias associando o candidato à corrupção”.
Goiânia
O deputado federal Delegado Waldir (PR), candidato a prefeito na capital, tem duas ações com pedido de retirada de conteúdo no TER – uma contra o Jornal Opção, por divulgação irregular de pesquisa eleitoral, e outra contra o blog Goiás 24 Horas, por difamação.
Dados da Abraji apontam o crescimento desse tipo de pedido. Em 2012, eram 5% dos processos. Em, 2014, 15%. Em 2016, até agora, 25% pedem a retirada de conteúdo do ar.
Fonte: O Popular

Categoria: , , , , ,

Espalhe por aí

0 comentários