“Não temos preocupação com a 2ª onda”, diz ibaneis sobre coronavírus no DF

Gusttavo Macedo | 13:56:00 | 0 comentários

 


governador do Distrito Federal Ibaneis Rocha (MDB), afirmou na manhã desta quinta-feira (8/10), que não tem preocupação caso uma segunda onda do novo coronavírus atinja a capital da República.

“Hoje, dentro do estudos que nós temos, que têm dado certo desde o início, não temos preocupação com a segunda onda. Mas, se ela existir, assim como nós estamos fazendo a desmobilização agora, nós temos todas as condições novamente de fazer a mobilização dos leitos de UTI e o atendimento à comunidade, que diga-se de passagem, ninguém ficou sem atendimento no Distrito Federal nesses 8 meses de pandemia”, declarou.

A declaração do emedebista foi dada a jornalistas durante a solenidade de lançamento do Projeto de Eficientização da Iluminação Pública, em Sobradinho, nesta manhã.

Na terça-feira (6/10), ele já havia defendido que o Ministério da Saúde compre vacinas contra a Covid-19 em fase de testes no país e distribua às unidades da federação. Mas disse que, caso o entendimento do governo federal seja diferente, os moradores da capital também terão acesso à vacina.

Hospital de Campanha

Cinco meses se passaram desde que o Hospital de Campanha do Mané Garrincha (HCMG) recebeu os primeiros pacientes infectados pelo novo coronavírus no Distrito Federal, no dia 22 de maio. Agora, com as vagas no número de leitos de tratamento intensivo controlado, e o contrato de gestão próximo do fim, a Secretaria de Saúde esclarece que não vê necessidade de renovação.

Desta forma, a promessa é que a unidade seja desativada até o próximo dia 20 de outubro. No período em que esteve em funcionamento, o hospital contou com 173 leitos de enfermaria, 20 de suporte avançado e quatro de emergência.

“A taxa de ocupação de todos os leitos para a Covid-19 é, nesta quinta-feira (8/10), de 63%. Ou seja, existem 164 leitos vagos em toda a rede pública do DF para o coronavírus”, informa a pasta.

Em nota, a secretaria comunica que a desativação no Mané Garrincha não vai impactar a lotação das demais unidades que atendem casos de Covid-

Categoria:

Espalhe por aí

0 comentários