Entorno do DF volta ao nível de calamidade na pandemia

Gil Silva | 11:42:00 | 0 comentários


Depois de duas semanas em nível crítico, região do Entorno volta ao nível mais preocupante. Hospital de Formosa está 100% ocupado

A atualização do mapa de gravidade da pandemia da Covid-19, realizada semanalmente pela Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SESGO), mostra a região do Entorno do Distrito Federal, novamente, no nível de calamidade.

A macrorregião Entorno Sul, composta por Águas Lindas de Goiás, Cidade Ocidental, Cristalina, Luziânia, Novo Gama, Santo Antônio do Descoberto e Valparaíso de Goiás, estava há duas semanas fora da classificação de nível mais avançado e sendo apontada em nível crítico (intermediário).

A situação preocupa, pois, conforme norma técnica elaborada pela SESGO e divulgada em fevereiro deste ano, quando a região está em nível de calamidade, o recomendado é a adoção de restrições mais severas, permitindo o funcionamento, apenas, das atividades essenciais.

Conforme os dados calculados nesta semana, a parte sul do Entorno está com uma velocidade de contágio, chamada de taxa Re, de 1,54. Ou seja, cada grupo de 100 pessoas contaminadas pela Covid-19 está disseminando a doença para outras 154.

Em março deste ano, durante o pico da pandemia em Goiás, o Entorno do DF chegou a ter a maior taxa de contágio do estado por duas semanas consecutivas. O valor chegou a ser de 2,15 e 1,69.


Nesta semana, a taxa da região é a sexta maior, atrás das seguintes macrorregiões: Oeste I (1,97), São Patrício II (1,94), Sudoeste II (1,68), Estrada de Ferro (1,62) e Oeste II (1,56).

Aumento

O mapa da pandemia é dividido conforme as regionais de saúde. Ao todo, são 18 divisões do estado. Depois de viver período de redução das regiões em calamidade, Goiás registra há duas semanas o aumento de localidades no nível mais preocupante da pandemia.

Na versão do mapa divulgada no dia 22/5, o estado tinha oito regiões em calamidade, sete em nível crítico e três em nível de alerta. Uma semana depois, no dia 29/5, já eram 11 regiões em nível de calamidade e, desta vez, são 12, com o acréscimo do Entorno do DF.


As outras regiões em calamidade, além do Entorno, são: Rio Vermelho, São Patrício I, São Patrício II, Oeste I, Centro Sul, Sudoeste II, Nordeste I, Nordeste II, Entorno Norte, Estrada de Ferro e Sul.

Entre os aspectos levados em consideração para definir o nível da pandemia em cada região, está a ocupação dos leitos de unidade de terapia intensiva (UTI). Nessa sexta-feira (4/6), de 49 pessoas de todo o estado aguardando pela liberação de leitos, 10 eram de cidades do Entorno.


Ocupação

A rede estadual de saúde de Goiás, neste sábado (5/6), está com uma ocupação das UTIs de Covid-19 de 91,52%. O estado, que vinha operando com índice próximo de 80% no início do mês de maio, voltou a registrar alta ocupação, o que indica o acirramento da pandemia.


Dos dois hospitais de campanha em funcionamento no Entorno do DF, um em Formosa e outro em Luziânia, havia vagas, às 10h52, apenas na unidade de Luziânia (4 vagas). A unidade de Formosa, que possui 20 leitos de UTI para atender pacientes de Covid, estava 100% ocupado.

Categoria:

Espalhe por aí

0 comentários