DUPLA DO ARRASTÃO, CAI NAS MALHAS DA PM E VAI PARA PRISÃO

Gusttavo Macedo | 10:17:00 | 0 comentários

 

Dois indivíduos, contumazes na prática de roubo por arrastão nas imediações do setor-1 de Águas Lindas de Goiás, foram detidos pela PM e conduzidos ao CIOPS para lavratura da prisão em flagrante do maior de idade e ato Infracional do menor


Por Carlos Leal 

DRT/DF 8947


Nessa terça-feira 05 de outubro, por volta das 19:00h, a guarnição composta pelo Sgt Da Silva e Cb F Silva, foi acionada para verifica uma denúncia de roubo nas imediações do setor-1 de Águas Lindas de Goiás. De posse das informações, a guarnição se deslocou ao local fazendo uma varredura nas imediações em busca dos marginais, que foram localizados já atravessando a BR-070 em fuga para local ignorado... um maior foi preso e um menor foi apreendido.

Com eles, os policiais encontraram dois celulares e duas bicicletas, possivelmente produtos de furto ou roubo. Devido a sequência de roubos ocorridos na região, mais vítimas deverão reconhecer a dupla como autora de outros roubos, inclusive, os donos do celular vermelho e da bicicleta cinza/azulada que aparecem na foto, ainda não foram identificados... caso alguém reconheça os objetos como sendo seus, compareça à delegacia para recebe-los de volta. A polícia orienta, para que ao comprar um celular, anotem o número do (IMEI) em uma agenda, para em caso de roubo ficar mais fácil recuperá-lo.

De acordo com os policiais, os indivíduos utilizavam de recursos diferentes para enquadrar as vítimas e roubar seus pertences... as vezes com arma branca outras vezes com simulacro de arma de fogo, mas também se valiam de forte ameaça simulando estarem armados.

Essa ação policial teve o apoio do Sgt Rogério, Sd Cavalcante, Sd Ramos e Sd Alexandre da 35ª CIPM, Sgt Santiago, Sd Cardienito, Sd De Lima e Sd Jayson.


COMENTÁRIO DO REPÓRTER:

Quando era permissível publicar fotos de marginais, muitas vítimas os reconheciam e compareciam à delegacia, onde muitas vezes recuperavam seus objetos que haviam sido roubados, e principalmente, vítimas de estupro   reconheciam os estupradores que passavam a responder por seus crimes, proporcionando assim sensação de justiça e segurança em suas vítimas. Agora, a Lei protege a imagem dos marginais, dificultando o trabalho da polícia e facilitando o retorno desses indivíduos às práticas criminosas.

A quem isso interessa?

Carlos Leal, sem papas na língua.

Categoria:

Espalhe por aí

0 comentários