URGENTE: casal que estava foragido é preso no Centro de João Pinheiro - MG ; os dois são acusados de latrocínio em Águas lindas

Gusttavo Macedo | 11:53:00 | 0 comentários

 


Uma prisão digna de filme foi registrada em vídeo na noite da última quarta-feira (06) no Centro de João Pinheiro por volta das 22:30 horas. O JP Agora apurou, com exclusividade, que o casal preso é acusado de latrocínio no interior de Goiás e estava foragido.

As informações sobre a prisão movimentaram as redes sociais porque não é comum se ver tal atuação da polícia, principalmente tarde da noite, em João Pinheiro. A viatura descaracterizada desceu a Praça Coronel Hermógenes na contramão e os policiais saltaram já com arma em punho, enquadrando o casal que estava tranquilo na sorveteria Frutos do Cerrado. A ação foi filmada por populares.

Nesta manhã, a reportagem do JP Agora apurou que o casal se trata de Júlia Sulamita França de Souza e Hugo Mateus Pereira da Silva. Os dois são acusados pela Polícia Civil de Goiás de terem participado de um latrocínio ocorrido no dia 19 de março na cidade de Águas Lindas, interior do estado.

Júlia trabalhava em um salão de beleza e foi acusada pela patroa de ter roubado um celular muito caro. Então, dias depois que procurou a polícia para registrar o furto, a cabeleireira recebeu uma mensagem de um suposto cliente marcando um horário para as 06 da manhã do dia 19 de março. O que ela não esperava é que tudo já se tratava de uma emboscada.

Na hora marcada, homens armados invadiram o salão e começaram a ameaçar a mulher. Então, os criminosos fizeram a mulher ir até a residência dela, que fica conjugada com o salão, e lá continuaram com as ameaças, sempre dizendo que ela sabia o porquê deles estarem ali.

Já na residência, o marido da mulher tentou reagir e se trancou dentro de um quarto com um dos criminosos. Neste momento, outro homem que estava do lado de fora atirou contra a porta seis vezes. Infelizmente, quatro tiros acertaram a perna da filha do casal e uma bala atingiu a cintura do marido, que não resistiu e morreu.

Depois do crime, os homens fugiram levando celulares, mais de R$700,00 em dinheiro e cartões. Júlia e Hugo estavam foragidos desde então.

Casal se hospedou em hotel e estava tranquilo em João Pinheiro

Nesta manhã, o JP Agora conversou, com exclusividade, com um dos agentes da equipe do Delegado Dr. Vinícius Máximo, que efetuou a prisão na noite de ontem em João Pinheiro. Eles são integrantes do G.I.H da Polícia Civil do Goiás.

Na conversa, o repórter do JP Agora apurou que Júlia e Hugo estavam hospedados no Cláudio Hotel, localizado na Rua Paulo Afonso. Os policiais vieram a João Pinheiro em uma viatura descaracterizada após receberem denúncias anônimas e chegaram em solo pinheirense nas primeiras horas de ontem, quarta-feira, 06 de abril.


A equipe montou campana na porta do Cláudio Hotel e conseguiram visualizar, primeiro, Júlia. Depois, avistaram, também, Hugo. Então, os investigadores aguardaram a melhor hora para abordá-los, até que efetuaram a prisão no Centro da cidade por volta das 22:30 horas.

O casal e os policiais voltaram para o estado de Goiás ainda ontem, mas antes passaram na Delegacia de Paracatu. Júlia e Hugo foram presos temporariamente. Os demais envolvidos no crime seguem foragidos.


Fonte: JP AGORA

Categoria:

Espalhe por aí

0 comentários